Agora No AR

Title

Artist

Programa No AR

Programa No AR


Após polémica, camisola poveira ‘desaparece’ do site de Tory Burch

Escrito por: dia 26-03-2021

Peça de roupa que gerou tanta polémica nas redes sociais foi retirada da coleção da estilista norte-americana.

A camisola poveira que a estilista norte-americana Tory Burch ‘copiou’ e colocou na sua coleção à venda por 695 euros desapareceu, esta sexta-feira, e sem qualquer explicação, do site da marca. Após a polémica que tanta conversa gerou nas redes sociais – e o esclarecimento onde pede “sinceras desculpas aos portugueses” – a peça de roupa já não consta na coleção.

O Estado Português, recorde-se, através do Ministério da Cultura, anunciou, esta sexta-feira, que pretende acionar meios judiciais para combater a “apropriação abusiva” da camisola poveira, por parte da estilista norte-americana.

Ouvido pela agência Lusa, o presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, do distrito do Porto, explicou que, juntamente com o Ministério da Cultura, está a ser estudada uma “ação judicial, junto do Tribunal de Nova Iorque, para exigir a reparação dos danos para a cultura portuguesa e da Póvoa de Varzim”.

Após a polémica instalada, a própria Tory Burch colocou um pedido de desculpas no Facebook pelo sucedido, já depois de ter corrigido que a peça era de inspiração mexicana. “Pedimos sinceras desculpas ao povo de Portugal – chegou ao nosso conhecimento que atribuímos erradamente um camisola Primavera 2021 como inspirada em Baja (México). Foi um erro não termos feito referência às bonitas e tradicionais camisolas de pescador representadas pela cidade da Póvoa de Varzim“, pode ler-se na publicação.

As evidentes semelhanças, desde os caranguejos e outros motivos marítimos até à coroa da monarquia portuguesa, ao centro, chamaram a atenção de vários internautas e a indignação tomou conta das redes sociais.

Contudo, o gosto da estilista pelos artigos portugueses parece não se ‘esgotar’ nas típicas camisolas poveiras. Além destas, a estilista norte-americana tem também à venda no site da sua marca produtos muito semelhantes a produções nacionais, como peças de louça da Bordalo Pinheiro, originais da fábrica das Caldas da Rainha.

marca também já reagiu e, no Instagram, ripostou com uma ‘Camisola Couveira’. “Cá para nós há coisas que valem bem mais que o preço. O apreço pela criatividade, a tradição, a originalidade, a história. Traços que definem quem nós somos enquanto marca e enquanto comunidade”, lê-se.

A Bordallo Pinheiro acrescenta ainda: “A nossa recompensa maior é a vossa preferência, lealdade e reconhecimento do que é autêntico. E o mesmo vale para tudo o que é nosso. Podem tirar a tradição do poveiro, mas nunca tirarão o poveiro da tradição!


Opiniões dos Ouvintes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *