Agora No AR

Title

Artist

Programa No AR

Programa No AR


Páscoa. 10,7% dos portugueses dormiram esta noite a mais de 100km de casa

Escrito por: dia 26-03-2021

Dados são da consultora PSE e apontam ainda que mais de um milhão de portugueses dormiram fora da sua habitação de quinta-feira para sexta.

As restrições decretadas pelo Governo para a semana da Páscoa já começaram com a proibição da circulação entre concelhos a vigorar desde a passada meia-noite. Contudo, um estudo da consultora PSE, revelado pela TSF, mostra que os portugueses se parecem ter antecipado: 10,7% dormiram de quinta-feira para sexta-feira a mais de 100 quilómetros de casa – um aumento substancial em relação a dias anteriores. 

As informações mostram ainda que mais de um milhão de pessoas dormiram fora de casa na última noite – “mais cerca de 400 mil” do que em dias anteriores.

“Houve, efetivamente, um aumento estatisticamente significativo, mesmo que ainda aquém da normalidade pré-pandemia, das deslocações para passar dormidas e estadias fora da área de residência, numa subida de mais de 50% na comparação com o valor médio que costumamos ter ao longo da semana“, destacou Nuno Santos, especialista em mobilidade da PSE, em declarações à rádio.

Recorde-se que a circulação entre concelhos em Portugal Continental está proibida desde as 00h00 de hoje e as 05h00 de 5 de abril, a segunda-feira após a Páscoa, no âmbito do estado de emergência para combater a pandemia de Covid-19.

A proibição de circulação entre os 278 municípios do continente vai ser aplicada neste período da Páscoa diariamente, segundo o plano de desconfinamento a “conta-gotas” apresentado pelo Governo em 11 de março e que começou a ser aplicado na semana passada.

Esta medida pretende “garantir que a Páscoa não é um momento de deslocação e de encontro, mas, pelo contrário, mais um momento de confinamento”, justificou o primeiro-ministro, António Costa.

O atual Estado de Emergência (o 13.º) está em vigor desde as 00h00 de 17 de março e até às 23h59 de 31 de março.


Opiniões dos Ouvintes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *