Agora No AR

Title

Artist

Programa No AR

Programa No AR


PJ apreende mais de 800 kg de cocaína escondida em isoladores sísmicos

Escrito por: dia 15-03-2021

Para se retirar a droga do interior das peças de engenharia foi necessário recorrer a maquinaria pesada de corte, sublinha a PJ.

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes e da Diretoria do Norte, em  articulação com o Cuerpo Nacional de Policia de Espanha, levou a cabo uma “complexa operação policial de combate ao tráfico ilícito de estupefacientes”, que culminou na apreensão de 806 quilos de cocaína em território nacional.

Em comunicado, a PJ refere que, no âmbito desta operação – denominada ‘Sismo’-  foram detidos dois homens de nacionalidade portuguesa, sobre os quais recaem “fortes suspeitas de integrarem uma organização criminosa com ligações a vários países e que se dedicava à introdução de grandes quantidades daquele estupefaciente no continente europeu”.

A droga agora apreendida, proveniente de um país da América Latina, estava escondida em 12 isoladores sísmicos idênticos aos habitualmente utilizados na construção de pontes e que foram transportados por via marítima até um porto nacional, detalha a autoridade no comunicado.

Sublinhando tratar-se de um modus operandi até agora desconhecido, a PJ enfatiza que a forma como a droga vinha escondida “tornou extremamente difícil a sua deteção”, sendo que, para se proceder à sua remoção do interior daquelas peças de engenharia, “foi necessário recorrer a maquinaria pesada de corte, habitualmente utilizada na indústria de metalomecânica”.

No quadro desta mesma operação, cuja investigação se iniciou coordenadamente em Portugal e em Espanha em meados de 2020, o Cuerpo Nacional de Policia havia já procedido à detenção, em Espanha, de dois homens e à identificação de uma mulher, todos nacionais de um país da América Latina e fortemente suspeitos de integrarem a mesma organização criminosa, tendo, ainda, apreendido “elevada” quantidade de cocaína.

As diligências realizadas em território nacional contaram com o apoio da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Os dois homens detidos em território nacional, com 46 e 47 anos de idade e ambos já com antecedentes por vários tipos de crimes, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.


Opiniões dos Ouvintes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *